Portal do Aluno:
Lembrar Senha
Buscar Cursos:



13/03/2013
Educação Inclusiva: o que pensam os educadores?

Educação Inclusiva: o que pensam os educadores?

 

A inclusão educacional e social está atrelada a ideia de uma sociedade democrática, na qual a diversidade é respeitada. A construção de uma sociedade inclusiva passou a ser considerada como peça fundamental para o desenvolvimento e a manutenção da democracia, pois a educação inclusiva é parte essencial desse processo.

 

No contexto atual a construção de uma escola inclusiva é um desafio, pois requer quebra de paradigmas, enfrentamento do desconhecido, aceitação do não saber e efetivar, na prática, os princípios que fundamentam uma escola inclusiva. Mantoan (2003) aponta que o grande desafio da escola é adequar-se para atender esses alunos, pois esta mudança de perspectiva educacional propõe que os educadores façam à diferença buscando conhecimento e aceitando as diferenças, ou as dessemelhanças da nossa sociedade.

 

Em entrevista à Revista Nova Escola (Maio/2005), Maria Teresa Eglér Mantoan, define inclusão como: “(...) nossa capacidade de entender e reconhecer o outro e, assim, ter o privilégio de conviver e compartilhar com pessoas diferentes de nós. A educação inclusiva acolhe todas as pessoas, sem exceção.”

 

Mendes(2006) nos diz que a educação inclusiva é uma proposta de aplicação prática no campo da educação oriunda de um movimento mundial, denominado de inclusão social, que tem como proposta um novo paradigma e implica a construção de um processo bilateral no qual as pessoas excluídas e a sociedade buscam, em parceria, efetivar a equiparação de oportunidades para todos.

Assim, o movimento pela inclusão social está atrelado à construção de uma sociedade democrática, onde todos exercem sua cidadania e a diversidade é respeitada e há aceitação e reconhecimento das diferenças.

 

 

Portanto, para incluir crianças com necessidades educacionais especiais no ensino regular, deve-se pensar na preparação dos profissionais que estão envolvidos nesse processo de inclusão, principalmente o educador que desenvolve diretamente seu trabalho com essas crianças, pois o desenvolvimento de seus conhecimentos e habilidades facilitará a sua prática pedagógica na identificação das potencialidades e necessidades, na intervenção e avaliação do desenvolvimento da aprendizagem dessas crianças.

 

Por isso é de fundamental importância entender que a educação é a área de formação do ser humano e da sociedade, e exige dos educadores uma formação continuada. No que tange a educação inclusiva é preciso professores com especialização adequada em nível médio ou superior, para atendimento especializado, bem como professores do ensino regular capacitados para a integração desses educandos nas classes comuns, sendo que a formação e o apoio a professores e alunos no processo inclusivo fazem parte das ações necessárias ao sucesso de uma escola que se considera inclusiva.

 

 

A formação profissional deve ocorrer em um processo constante de revisão e adequação, eliminando barreiras e adotando práticas de ensino que contemple a diversidade, que contemple às diferenças dos alunos com deficiências, oferecendo alternativas que contemplem as suas potencialidades, além de recursos de ensino e equipamentos especializados que atendam a todas as necessidades educacionais dos educandos, com ou sem deficiências.

 

No intuito de contribuir com a formação continuada de profissionais que possam atuar no contexto da diversidade humana a UNICEAD têm oferecido cursos na área da Educação Inclusiva, pois tem consciência do valor da formação continuada e como isso faz a diferença na vida tanto dos profissionais que se qualificam e aperfeiçoam suas práticas de sala de aula, quanto para os alunos que têm esses profissionais como seus mestres.Acesse nosso site www.unicead.com.br e veja a variedade de cursos que são oferecidos e faça a diferença sua prática pedagógica diária.


Veja também os cursos Transtornos Globais do Desenvolvimento, Professor de Sala de Apoio , Tecnologia Assistiva e Comunicação Alternativa Atendimento Especializado na Deficiência Intelectual, de autoria da renomada Profª Ilma Mendes e certificado pela Unicead.



Imprimir


Voltar para Artigos